Metropolitano vence paraguaios e conquista título da Copa Brusque, no sub-17

Pela segunda vez em menos de 20 dias a base do Metropolitano traz uma taça para casa. Para não perder o costume, os Verdinhos do sub-17 venceram os paraguaios do Los Amigos por 2 a 1 e garantiram o título com 100% de aproveitamento, na Copa Brusque. A grande final foi disputada no estádio Cônsul Carlos Renaux, campo do Paysandu, nesta quinta-feira (22).

A vitoriosa base do Metropolitano tem tamanho sucesso graças ao apoio do Ministério do Esporte, que oferece grande ajuda por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. O Instituto Metropolitano é responsável pela base do Clube.

A partida decisiva foi complicada o time paraguaio valorizou demais o título do Verdão. No primeiro tempo truncado a única grande chance foi em uma linda cabeçada de Julian, que explodiu no travessão. O Metrô quase abriu o placar, mas não deu. O intervalo aconteceu com a peleja em 0 a 0. A etapa final iniciou e o Metropolitano impôs a sua superioridade técnica. Aos 11 minutos, linda jogada pela linha de fundo e a bola chegou até Daniel, na pequena área, escorar para abrir o placar para o Crocodilo.

Neste momento, os paraguaios vieram para cima com tudo tentando o gol. Aos 14, bola trupicando na área verde até chute no travessão, que por pouco não empata a partida. Em um dos lances seguintes, não teve jeito. Cruzamento na área e cabeçada perfeita no ângulo, sem chances para o goleirão Bahia, 1 a 1. O Metrô não se assustou e voltou a comandar as ações. Aos 28 minutos, a bola chegou até Lucas Casini, que dominou já dentro da área e escolheu o canto. O camisa 10 bateu muito bem tirando do arqueiro paraguaio, o gol do título.

Se após o primeiro tento o time do Los Amigos veio pra cima, depois do segundo não teve força de reação. Até chegou a tentar uma pressão, mas não criou nenhuma oportunidade. Quem criou foi o Metropolitano que ainda perdeu a chance clara do terceiro gol antes do apito final. Além da taça, os Verdinhos ainda faturaram o prêmio de melhor goleiro com o Bahia. Daniel e Lucas Casini dividiram o troféu de artilheiro. O Crocodilo fez barba, cabelo e bigode.

Metropolitano ainda levou pra casa mais duas medalhas

Uma medalha de ouro e duas de bronze, este foi o saldo final do Metrô na Copa Brusque. No sub-17, foram duas equipes do Verdão. Uma com atletas de 16 anos e outra com jogadores de 17. Os dois times verdes se enfrentaram nas semifinais, com vitória por 2 a 0 dos mais velhos. Os gols foram de Nathan Stasiak e Klysmann. A partida aconteceu na quarta-feira (21). Por ter melhor campanha que o outro eliminado nas semifinais, o Metrô ficou com a medalha de bronze.

O time campeão do Metropolitano venceu seis de seis jogos. Fez simplesmente 22 gols e sofreu apenas 3. Já os garotos de 16 anos que também disputaram o sub-17 venceram três partidas, empataram uma e perderam uma. Foram 6 gols feitos e 4 sofridos. Porém, a única derrota foi para o próprio Metrô. Ou seja, se excluir a derrota no jogo entre as próprias equipes, o Crocodilo entrou em campo 14 vezes na Copa Brusque e saiu invicto, com onze vitórias e três empates.

No sub-15 veio a outra medalha de bronze. Nas semifinais, os Verdinhos caíram nos pênaltis para a Afeg, de Guabiruba, depois de 0 a 0 no tempo normal. A partida também foi disputada no campo do Paysandu, quarta-feira (21). Por ter a melhor campanha entre os eliminados nas semifinais, o Metropolitano foi condecorado com bronze. O Crocodilo saiu invicto também no sub-15, com três vitórias e dois empates. O time marcou nove gols e sofreu apenas um.

1

Texto e fotos: Guilherme Furtado/Metropolitano – comunicação